Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Safra paga PLR aos funcionários dia 23/09

Depois da reivindicação de antecipação da primeira parcela da PLR (Participação nos Lucros e/ou Resultados) 2022, feita pela Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) o Banco Sara anunciou que fará o crédito deste direito aos funcionários no dia 23 de setembro, junto com a folha de pagamento. Além disto, os trabalhadores garantiram os 20% da PLR adicional para os cargos técnicos e administrativos.

“A garantia de todos os direitos da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), incluindo a PLR, é resultado da organização da categoria, reforçando a importância de todos os bancários e bancárias se manterem sindicalizados a fim de tornar a entidade mais forte, representativa e combativa para lutar pelos nossos direitos e ampliação de conquistas”, afirma Flávio Monteiro Moraes, dirigente sindical e bancário do Safra.

Estímulo à economia

Segundo levantamento da subseção do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) na Contraf-CUT, o pagamento da PLR a toda a categoria de bancários do país colocará em circulação R$ 8,7 bilhões até março de 2023, sendo R$ 4 bilhões já neste mês de setembro, com o pagamento da antecipação.

Considerando ainda o reajuste salarial de 8% e de 10% no VA e no VR, conquistados na Campanha Nacional 2022, serão R$ 14,2 bilhões o valor adicional injetado pela categoria à economia do País. Leia aqui mais informações sobre este assunto.

A PLR dos bancários foi garantida após a aprovação, em Assembleia, e assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. O acordo prevê, em 2022, reajuste de 10% nos vales alimentação e refeição; reajuste de 13% na parcela adicional da PLR e de 8% na regra básica; um abono de R$ 1 mil na forma de 14ª cesta alimentação (paga somente este ano e até outubro); e reajuste de 8% nos salários e demais verbas, como auxílio-creche/babá, por exemplo.

Para 2023 já está garantida a reposição da inflação mais 0,5% de aumento real nos salários, em todos os valores fixos da PLR, no VA e VR e em todas as demais verbas previstas nas cláusulas econômicas da CCT, como auxílio-creche/babá, gratificações e auxílio home office.

O acordo, já neste ano, aumenta para acima da inflação a remuneração anual de 69% da categoria, portanto, a grande maioria dos trabalhadores bancários.

IR da PLR

Há incidência de Imposto de Renda sobre os valores pagos a título de PLR acima de R$ 6.677,55 no ano (soma das duas parcelas recebidas no ano). Existe uma tabela específica para o IR sobre a PLR. Antes, a tabela de isenção era bem menor, seguia os mesmos valores da tabela de IR dos rendimentos salariais. Em 2013, a então presidenta Dilma Rousseff (PT) aumentou o valor de isenção da PLR para R$ 6.000.

A PLR é uma conquista importante da categoria bancária, que foi a primeira a garantir esse direito em CCT Nacional, em 1995. Desde então, a PLR dos bancários passou por muitos ajustes e melhorias, resultando em valores cada vez maiores.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2022 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]