Comando Nacional dos Bancários entrega Minuta de Reivindicações à Fenaban no dia 18

Escrito por: 13863

Capa da Notícia

14 de junho 2024

O Comando Nacional dos Bancários entregará à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), na próxima terça-feira (18/06), a Minuta de Reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

O documento foi construído a partir de diversas Conferências Estaduais e Regionais, em todo o país. Também foram consideradas as informações coletadas na Consulta Nacional dos Bancários, realizada entre 17 de abril e 2 de junho, 46.824 com respondentes. A minuta, ainda, foi aprovada por mais de 95% de bancários e bancárias que participaram das Assembleias feitas por bases sindicais, em todo o Brasil, na quinta-feira (13). Mas, antes da fase das assembleias, também foi submetida à validação da 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, entre os dias 7, 8 e 9 de junho.

No mesmo dia da entrega da minuta à Fenaban, os representantes da CEBB (Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil) e da CEE (Comissão Executiva dos Empregados) da Caixa também entregarão, aos respectivos bancos públicos, as pautas de reivindicações para a renovação dos ACTs (Acordos Coletivos de Trabalho) específicos.

Entre as prioridades para a categoria, na Campanha deste ano, estão o fim de cobranças excessivas para o cumprimento de metas, defesa dos empregos diante dos avanços tecnológicos no setor financeiro e reajuste com inflação mais aumento real de 5% (INPC na data-base).

Veja os nove eixos da minuta de reivindicações:

•Aumento real de 5% (inflação + 5%), PLR maior e ampliação de direitos
•Fim do assédio e dos instrumentos adoecedores na cobrança de metas
•Representação de todos os trabalhadores do ramo financeiro
•Defesa dos empregos, considerando os avanços tecnológicos no trabalho bancário
•Redução da taxa de juros para induzir o crescimento econômico e geração de emprego e renda
•Reforma tributária: tributar os super-ricos e ampliar a isenção do IR na PLR
•Fortalecimento das entidades sindicais e da negociação coletiva
•Ampliação da sindicalização
•Fortalecimento do debate sobre a importância das eleições de 2024 para a classe trabalhadora na defesa de seus direitos e da democracia: eleger candidatos e candidatas que tenham compromisso com as pautas dos trabalhadores

Fonte: Contraf-CUT