Skip to content Skip to footer

Negociações com a Fenaban começam nesta quarta-feira (22)

Após a entrega da minuta de reivindicações da categoria, ocorrida no dia 15 de junho, as reuniões de negociações da Campanha Nacional d@s Bancári@s 2022 começam nesta quarta-feira (22/06).

A pauta de reivindicações foi definida na 24ª Conferência Nacional, ocorrida entre os dias 10 e 12 de junho, e aprovada em assembleias realizadas por Sindicatos de todo o País nos dias 13 e 14 de junho. Entre as principais reivindicações estão o aumento real de 5% mais a reposição da inflação com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor); aumento maior para os vales refeição e alimentação; e questões relacionadas à saúde, como, por exemplo, o acompanhamento dos bancários com sequelas da Covid-19.

“Queremos renovar nossa Convenção Coletiva de Trabalho que garante direitos à categoria já faz 30 anos”, disse a presidenta da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) e coordenadora do Comando Nacional dos Bancários, Juvandia Moreira, ao lembrar que a primeira CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) da categoria foi assinada em 1992.

Mas, além de manter os direitos já presentes na Convenção, os trabalhadores querem novas conquistas. “Entre as principais reivindicações está o aumento real, mas também um vale refeição e alimentação que dê para passar o mês, pois o que a gente tem hoje não está dando. A gente também quer discutir a saúde e condições de trabalho para os bancários, que sofrem com esse problema da pressão das metas nas agências bancárias”, completou.

Como a data-base da categoria é 1º de setembro e a reforma trabalhista acabou com a ultratividade (manutenção dos direitos da atual Convenção Coletiva de Trabalho até a assinatura do novo acordo), o movimento sindical alerta para que a categoria se mantenha mobilizada.

Carestia

“Quando a gente olha a inflação, quando a gente olha o valor da cesta básica, a gente vê o quanto ela aumentou entre janeiro de 2020 até agora. O que a gente ganha, com um salário mínimo não é suficiente. E, além da cesta básica, a gente tem que dormir, se locomover, enfim, tem outros gastos de extrema necessidade”, disse a presidenta da Contraf-CUT ao elencar algumas das reclamações dos bancários. “Tem muita gente morando na rua. São 33 milhões de pessoas passando fome no Brasil. Não têm o que comer. Essa é a triste marca que o Brasil chegou, é o retrato do nosso país hoje, e isso precisa mudar!”, completou.

Principais reivindicações

Na pauta definida pela categoria destacam-se a reposição salarial com base no INPC e nas demais verbas com base na inflação do período entre 1º de setembro de 2021 e 31 de agosto de 2022) mais 5% de aumento real. Veja outras reivindicações:

  • Aumento maior para o VR e VA;
  • Garantia dos empregos
  • Manutenção da regra da PLR, atualizada pelo índice de reajuste;
  • Fim das metas abusivas;
  • Combate ao assédio moral;
  • Acompanhamento e tratamento de bancários com sequelas da Covid-19.

Calendário de negociações

Junho
22 e 27/6

Julho
6, 22 e 28/7

Agosto
1, 3, 8, 11, 15, 18, 19, 20, 22, 23 e 24/8

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2022 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]