Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Brasil enfrenta nova onda de variante da Covid

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nas primeiras semanas de agosto, o Brasil teve um aumento na taxa de testes positivos para Covid-19. É o que apontam dois relatórios independentes divulgados na quarta-feira (30/08).  Ambos os levantamentos mostraram um aumento médio de cerca de 7 pontos percentuais, o que significa que o número de pessoas que testaram positivo para o vírus Sars-Cov-2 dobrou desde o início do mês.

O levantamento da Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica), que representa laboratórios e clínicas privadas mostra o aumento de testes positivos em 7,5%. De 29 de julho a 4 de agosto, eram 6,3% e subiram para 13,8%, de 12 a 18 de agosto.

Outra fonte é o Instituto Todos pela Saúde, que analisa dados dos laboratórios Dasa, DB Molecular, Fleury, Hospital Israelita Albert Einstein, Hilab, HLAGyn e Sabin. O instituto registrou o aumento 8,3% nos testes positivos. Subindo de 7% para 15,3%, entre as semanas encerradas em 22 de julho e 19 de agosto.

Segundo o ITpS, os percentuais mais elevados são observados nas faixas etárias de 49 a 59 anos (21,4%) e acima de 80 anos (20,9%).

Este resultado é atribuído à circulação da subvariante da Ômicron, a Éris, que é altamente transmissível, mas não está associada a casos graves ou mortes.

Apesar desta alta, o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Alberto Chebabo, afirma que a atual onda da Covid deve durar de 4 a 6 semanas no país.

Sintomas da variante Eris

Os sintomas da variante Eris podem variar em intensidade de pessoa para pessoa. Eles são semelhantes aos de outras variantes da Covid-19, incluindo febre, dor de garganta, cansaço, dor de cabeça, tosse e perdas de olfato e paladar.

Proteção

Especialistas recomendam que pessoas com baixa imunidade, seja devido a doenças ou transplantes, devem ter cuidado extra ao lidar com aglomerações. É importante que elas estejam em dia com a vacinação e sempre usem máscaras e evitem lugares com muitas pessoas.

Eles alertam ainda que apenas 15% do público alvo tomou a vacina bivalente até o mês passado.

No mundo os casos positivos aumentam 68% e mortes caem 48%

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o mundo registrou cerca de 1,5 milhão de novos casos da Covid-19 entre os dias 24 de julho e 20 de agosto – um aumento de 68% quando comparado ao total nos 28 dias anteriores. No mesmo intervalo, foram aproximadamente duas mil mortes, uma queda de 48% em relação ao período anterior.

O número de hospitalizações aumentou em 21%, com 49.380 pacientes, entre 17 de julho e 13 de agosto. A comparação foi feita com os 28 dias anteriores ao período relatado.

Por Redação CUT Nacional, com informações do G1

 

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]