Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

14º CONCUT é encerrado com aprovação de novo Plano de Lutas

A nova direção da CUT Nacional, para o período 2023-2027, foi eleita e empossada no sábado (21/10), durante o 14º CONCUT (Congresso Nacional da CUT) – Luta, direitos e democracia que transformam vidas, realizado na capital de São Paulo, desde a quinta-feira (19).

O metalúrgico do ABC, Sergio Nobre, foi reeleito presidente da entidade. Na vice-presidência continua a bancária Juvandia Moreira, também presidenta da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro). A Secretaria-Geral estará sob o comando do representante do ramo químico, Renato Zulato.

Foram criadas quatro novas secretarias: Economia Solidária; LGBTQIA+, Transporte e Logística e Aposentados, Pensionistas e Idosos.

Leia mais: Eleições CUT: Sérgio Nobre é reeleito presidente e Juvandia Moreira eleita vice-presidenta

Já no último dia do CCONCUT, no domingo (22), foram aprovados o Plano de Lutas e resoluções (moções) para a Central nos próximos quatro anos. O Plano de Lutas inclui aprofundar o diálogo com a sociedade, a partir de campanhas educativas sobre a importância social dos sindicatos na garantia de direitos do trabalhador, a luta por democracia e desenvolvimento sustentável, emprego digno, reforma agrária, segurança alimentar e economia solidária.

Ao final dos votos sobre as moções e o Plano de Lutas, o presidente reeleito da CUT, Sérgio Nobre, ao lado da recém-eleita vice-presidenta da entidade, Juvandia Moreira, agradeceu a participação dos cerca de 2 mil delegados e delegadas, que vieram de todos os estados do país, e comentou sobre as dificuldades do movimento sindical nos últimos anos, ressaltando a garra dos companheiros e companheiras que realizaram o Congresso. “Quero desejar um bom retorno a todas as delegações e, com certeza, a gente vai se encontrar ano que vem nas muitas lutas que nós vamos fazer nas ruas e vamos para Brasília fazer a grande marcha que a gente aprovou aqui. Um grande abraço, companheiros e companheiras. Venceremos!”.

A delegação do Paraná presente no 14º CONCUT

Juvandia Moreira também apontou a necessidade de se construir os caminhos com o movimento sindical deve traçar para reconstruir o país. “Um grande desafio que a gente tem, da Classe Trabalhadora, é o de reconstruir o Brasil, de pensar um país com direitos, de pensar um país com Sindicatos fortes, um país com a democracia forte, um país com desenvolvimento econômico, sustentável, para o meio ambiente e também que promova a inclusão social”, explicou a vice-presidenta da CUT Nacional, avaliando que “esse desenvolvimento tem que contemplar as várias regiões do país, contemplar os vários ramos”, completou.

Fonte: Contraf-CUT e CUT Nacional

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]