Skip to content Skip to footer

Categoria bancária realiza Assembleias virtuais nesta sexta (26)

Bancárias e bancários estão em alerta, nesta sexta-feira (26/08), de norte a sul do Brasil. Sindicatos da categoria em todo o País vão realizar Assembleias, para analisar a proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e votar a autorização do Estado de Assembleia Permanente.

“Com uma proposta de reajuste sem aumento real, com reajuste do vale alimentação apenas pela inflação geral, sem considerar a inflação dos alimentos, e retirada de direitos na PLR, os bancos jogam a categoria para a greve”, concluiu Juvandia. Veja detalhes mais recentes da negociação da Campanha Nacional 2022.

Assembleias

O Comando Nacional d@s Bancári@s orientou os Sindicatos a realizarem Assembleia Geral Extraordinária nesta sexta-feira (26). A categoria deverá deliberar sobre duas questões: se aprova a proposta da Fenaban e se transforma a Assembleia Extraordinária em Permanente para agilizar decisões a respeito do andamento das negociações e a possível deflagração de greve.

Nas bases do Vida Bancária, as Assembleias serão realizadas pelo link https://bancarios.votabem.com.br/ no período das 19h às 23h59.

Antes, às 18, tem a Plenária Estadual da Campanha 2022, na qual bancários e bancárias das bases dos Sindicatos filiado à Fetec CUT/PR (Federação dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito do Paraná) poderão sanar suas dúvidas a respeito das negociações com os bancos. Para participar, faça sua inscrição na Plataforma Zoom pelo endereço https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_qWIvy-2xT_WihwhdfhHUfg

Histórico

Desde junho deste ano, bancários e bancárias de todo o Brasil estão em Campanha Nacional Unificada. Até o momento foram 16 rodadas de negociações com a Fenaban. Os bancos estão desconsiderando importantes reivindicações.

A entidade que representa os bancos ainda não apresentou uma nova proposta para aumento dos salários e demais verbas econômicas, mantendo a proposta de reajuste de apenas 65% da inflação. O Comando cobra proposta global, com aumento real dos salários.

Outros pontos reivindicados são: garantia dos empregos, proteção aos trabalhadores adoecidos, contratação de mais bancários, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral e sexual e tratamento daqueles que ficaram com sequelas da covid-19.

Em 2021, os bancos tiveram lucros recordes às custas de árduo trabalho da categoria. Os quatro maiores bancos (BB, Bradesco, Itaú e Santander) registraram um lucro líquido de R$ 90,5 bilhões e, para manter seus lucros bilionários, essas instituições fecharam 12 mil postos de trabalho nos últimos dois anos. Essa política cria agências lotadas, filas enormes, trabalhadores adoecidos e a população sem atendimento adequado.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2022 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]