Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Campanha Setembro Amarelo valoriza a vida

Neste mês é realizada a Campanha Setembro Amarelo, lançada em 2014 pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) para reduzir o elevado número de suicídios registrados no País.

Neste mesmo sentido, no dia 10 de Setembro atividades irão marcar o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, com palestras, divulgação de vídeos, áudios e outros materiais valorizando a vida e com orientações para tratamento das pessoas que estão com problemas psicológicos e emocionais.

Suicídio de trabalhadores

Embora a campanha não se concentre exclusivamente em trabalhadores e trabalhadoras, o ambiente de trabalho é um assunto importante para abordar a questão do tema e reduzir o estigma associado à saúde mental e promover soluções e apoio para aqueles que lutam contra pensamentos suicidas.

De acordo com especialistas, o suicídio de trabalhadores e trabalhadoras e a saúde mental no ambiente de trabalho são preocupações importantes a serem discutidos. Observam ainda que o estresse no trabalho, pressão excessiva, assédio, carga de trabalho excessiva e falta de apoio emocional podem contribuir para problemas de saúde mental entre os trabalhadores e as trabalhadoras.

Dados da PNS (Pesquisa Nacional de Saúde), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), em 2019, 10,2% das pessoas com 18 anos ou mais receberam o diagnóstico de depressão. Estados do Sul e Sudeste têm 15,2% e 11,5%, respectivamente, de adultos com diagnóstico confirmado de depressão. Em seguida, o Centro-oeste (10,4%), Nordeste (6,9%) e Norte (5%).

A secretária de Saúde do Sindicato de Londrina, Eunice Miyamoto, afirma que a preocupação com a saúde mental no setor financeiro é muito grande devido às cobranças constantes pelo cumprimento de metas abusivas e ameaças de perder o emprego. “Nos últimos tempos está crescendo o número de afastamentos de bancárias e bancários para tratamento da saúde e, se antes os problemas eram de ordem física, atualmente os transtornos psicológicos respondem pela maioria dos casos registrados pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Com a campanha ‘Menos Metas Mais Saúde’ nós buscamos negociar com os bancos a redução dessas metas abusivas e ao mesmo tempo conscientizar os bancários e bancárias a valorizar a vida e seus limites. Infelizmente, temos acompanhado inúmeros desligamentos de trabalhadores adoecidos, que postergam o tratamento em troca da alta performance. Não sofra sozinh@! Procure o seu Sindicato!”, orienta.

Por Armando Duarte Jr.

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]