Demissão na agência Catedral gera novo protesto no Itaú

O protesto na agência Catedral foi motivado pela demissão de uma bancária portadora de doença ocupacional O protesto na agência Catedral foi motivado pela demissão de uma bancária portadora de doença ocupacional
terça-feira, 10/10/2017

O Sindicato de Londrina está realizando hoje (10/10) mais uma Operação “Demitiu, Parou” no Itaú, dessa vez na agência Catedral, onde foi dispensada uma gerente de relacionamento Uniclass portadora de doença ocupacional.

Esta foi a segunda vez que o banco recordista em lucros demitiu esta bancária. Na primeira, ocorrida no mês de janeiro, segundo Kelly Menegon, secretária de Saúde do Sindicato de Londrina, a reintegração foi conseguida e a bancária voltou a trabalhar há seis meses.

“Vamos tentar reverter novamente essa demissão por via administrativa, mas caso não dê certo o caminho é a Justiça do Trabalho, porque esta funcionária ainda está em tratamento e não pode ser descartada sem que haja justificativa para isso”, argumenta.

Kelly afirma que o Itaú já mandou para o olho da rua este ano 21 bancários e bancárias na base territorial de Londrina em 2017.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE