Sindicato discute reestruturação com funcionários do Banco do Brasil

Ivaí Lopes Barroso, diretor do Sindicato de Cornélio Procópio, fez informes aos funcionários sobre o 30º CNFBB Ivaí Lopes Barroso, diretor do Sindicato de Cornélio Procópio, fez informes aos funcionários sobre o 30º CNFBB
sexta-feira, 09/08/2019

A reunião no Banco do Brasil em Cornélio Procópio marcou o Dia Nacional de Luta contra a reestruturação

Para marcar o Dia Nacional de Luta em Defesa do Banco do Brasil, diretores do Sindicato de Cornélio Procópio se reuniram com funcionários e funcionárias para discutir os efeitos da nova fase da reestruturação que está em curso no banco.

Ivaí Lopes Barroso, diretor do Sindicato de Cornélio Procópio, fez relatos sobre o 30º CNFBB (Congresso Nacional dos Funcionários do BB), realizado nos dias 1º e 2/08, em São Paulo, e informou as estratégias aprovadas durante o evento.

“Falamos com o pessoal que é importante construir uma mobilização forte para pressionar a direção do banco a atender nossas reivindicações nas negociações específicas, especialmente no que diz respeito aos direitos, funções e condições de trabalho. Com o novo plano de desligamentos voluntários as pressões e sobrecarga de serviços tendem a aumentar mais”, avalia Ivaí.

Na reunião também foi feita a orientação aos funcionários e funcionárias para que analisem muito bem as “vantagens” oferecidas pelo BB para quem aderir ao plano de demissão incentivada. “É uma decisão que não tem volta”, ressalta o diretor do Sindicato.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE